Crianças pintam e rabiscam cavalo em atividade na Hípica de Brasília

Crianças que participavam de uma colônia de férias na Sociedade Hípica de Brasília, na última semana, foram autorizadas pelos monitores a usar tintas e canetinhas para “rabiscar” um dos cavalos do espaço.

A atividade, considerada pedagógica pela hípica, é vista por ONGs de direitos dos animais como maus-tratos. A fiscalização apontou que o cavalo estava em boas condições e notificou os responsáveis a apresentarem o programa pedagógico – só depois disso o Ibama tomará uma decisão.

Na imagem compartilhada pela advogada e ativista Ana Paula Vasconcelos, é possível ver que as tintas se espalharam pelo dorso, pelas patas e pelo focinho do animal.

“Eles tiveram a brilhante ideia de colocar o cavalo como tela de pintura, dizendo que seria atividade pedagógica. Disseram que era um cavalo resgatado, mas isso não justifica. A crueldade é a mesma”, diz Ana Paula.

“É UM DESSERVIÇO. A GENTE TENTA, O TEMPO TODO, CONSTRUIR UMA IDEIA DE RESPEITO AOS ANIMAIS. DE REPENTE, AS CRIANÇAS SÃO COLOCADAS NESSE TIPO DE ATIVIDADE?”

Tinta não nociva

A pintura é atóxica e não faz mal ao cavalo nem à criança, segundo o responsável pelo marketing da Escola de Equitação da Hípica, Muriell Marques.

“Isso se usa muito lá fora, ainda está chegando no Brasil, que é a pintura atóxica. Depois, a gente leva o animal para ser lavado e a própria criança ajuda a lavar”, afirmou. “É visível que o animal está tranquilo, que não estava estressado.”

“É UMA TINTA INDICADA PARA BRINCADEIRAS COM CRIANÇAS. SE NÃO FAZ MAL PARA A CRIANÇA, VAI FAZER MAL PARA O ANIMAL?”

A brincadeira foi uma das atividades de equoterapia na colônia de férias da Hípica. De acordo com a escola, ela incentiva a interação da criança com o animal, e foca em jovens com medo ou que tenham necessidades especiais.

“É UM DESSERVIÇO. A GENTE TENTA, O TEMPO TODO, CONSTRUIR UMA IDEIA DE RESPEITO AOS ANIMAIS. DE REPENTE, AS CRIANÇAS SÃO COLOCADAS NESSE TIPO DE ATIVIDADE?”

Tinta não nociva

A pintura é atóxica e não faz mal ao cavalo nem à criança, segundo o responsável pelo marketing da Escola de Equitação da Hípica, Muriell Marques.

“Isso se usa muito lá fora, ainda está chegando no Brasil, que é a pintura atóxica. Depois, a gente leva o animal para ser lavado e a própria criança ajuda a lavar”, afirmou. “É visível que o animal está tranquilo, que não estava estressado.”

“É UMA TINTA INDICADA PARA BRINCADEIRAS COM CRIANÇAS. SE NÃO FAZ MAL PARA A CRIANÇA, VAI FAZER MAL PARA O ANIMAL?”

A brincadeira foi uma das atividades de equoterapia na colônia de férias da Hípica. De acordo com a escola, ela incentiva a interação da criança com o animal, e foca em jovens com medo ou que tenham necessidades especiais.

Geferson

Eu posso resistir a tudo, menos à tentação! As pessoas normais me assustam! "Cria Cuervos Y Te Sacarán Los Ojos!" Contato: contato@culturasemfrescura.com.br https://www.facebook.com/geferson.oliveira.54